Contos, Histórias reais

O COLETE AZUL DOS DIAS ÚTEIS

Uma rua pequena de uma cidade grande, em um bairro movimentado durante a semana, com muitas clínicas, muitos carros e poucas vagas em que se pode estacionar, seria apenas mais uma rua como muitas outras. Carros sobem, pois a mão é única, e rodam pela quadra, subindo novamente outras vezes. Pessoas atravessam sem olhar, impacientes buzinam para quem está procurando…

Read More

Contos, Crônicas, Histórias reais

A LEVEZA DE ARRUMAR O GUARDA ROUPAS E DAR RUMO AO QUE NÃO SERVE MAIS

Eu queria que ninguém abrisse a porta. Pelo menos era isso que eu pensava. A vergonha de ver ali exposto o que eu escondia de mim mesma. Uma bagunça disfarçada, organizada na superfície, mas com tanta coisa ocupando lugares que não são delas. Algumas escondidas lá no fundo, na última prateleira de cima, outras embaixo da última gaveta. Palavras que faziam…

Read More

Histórias reais

A FORÇA QUE NÃO É BRUTA

Que existe algo de muito especial nos movimentos de dançarinos, isso é fato. Mas, o que é isso que fascina multidões, que as faz olhar atentas para passos, mãos, rostos? Como cada ser humano responde a diferentes estímulos, a resposta para essa pergunta daria uma lista bastante extensa de possibilidades. Porém, algumas características parecem ser universais. Encanta o que não é…

Read More

Comportamento, Histórias reais, Relacionamento

DEFESA PESSOAL CONTRA CHANTAGEM – APRENDA A FALAR ‘NÃO’

Disseram: “Comprei um presente para você. É aquilo que você queria muito. Mas só te dou se…” (inclua aqui uma barganha). Incontáveis vezes frases muito parecidas ecoam de vários interlocutores diferentes para a mesma pessoa, sempre com a resposta: “Então não quero”. A fórmula para o que podemos chamar de defesa pessoal contra golpe baixo, chantagens e afins, é ensinada…

Read More

Crônicas, Histórias reais, Relacionamento

QUANDO SEUS SOBRINHOS FIZEREM 7 ANOS, ATENÇÃO

No dia em que meu sobrinho mais velho nasceu e eu estava totalmente enlouquecida para vê-lo, uma pessoa me disse: “quando ele fizer sete anos você acha que ainda estará amando dessa maneira?”, achei estranho o comentário e também a pergunta ser justamente um sete. Mas ela ficou em minha mente. Seria possível esse amor diminuir com o crescimento dele? Naquele dia eu…

Read More